O lado B da amamentação

Após nove meses ansiando pelo parto, novas aventuras desafiadoras surgem do nada, surpreendendo as mais desavisadas das mamães.

O lado B da amamentação

A maternidade, tão esperada por algumas, tão temida por outras, trás realmente desafios extremos à vida da nova mamãe. Esta que já passou por todas as empreitadas da gestação, como dores, cansaço, ânsia pelo parto, medo do parto, ânsia por ele novamente, e quando enfim, tudo isso acaba,  eis que a caixa de pandora se abre e um mundo que quase ninguém compartilha, pelo menos da forma integralmente correta, aparece, os tormentos da amamentação.

Acredito realmente que a falta do compartilhamento não é deliberadamente fruto de uma consciência maligna que diz:  “Passei por isso e vou deixar todo mundo passar também Ha!Ha!Ha!” Acredito que, com um novo ser tão pequenino evoluindo de forma incrível e engolindo nosso tempo, o foco daquele início traumático vai se desfazendo, deixando-nos esquecer de registrar para o bem da humanidade maternal, a importância de preparar as próximas mamães desavisadas de que o parto pode não ser o seu maior problema, e sim o depois.

A minha experiência com minha primeira filha foi prá lá daqueles cartazes de campanha de amamentação. Pela minha falta de experiência e orientação, eu não tive uma preparação eficaz das mamas para a amamentação. Isso, aliado à pega mal feita de minha bebê, resultou em dores horríveis, devido aos mamilos rachados, depois foi a vez das mamas engurgitadas ( leite empedrado, como conhecemos normalmente ) outro resultado da pega mal feita, e para resolver, dependia de dolorosas sessões de massagem e ordenha até que a mama esvaziasse. A cada mamada eu decretava que seria a última, que eu jogaria a toalha, que daria a chuquinha e me livraria daqueles tormentos, mas acabava por uma nova tentativa, afinal, eu era a única fonte de nutrição daquele ser tão pequenino e indefeso, no fim de duas semanas, com a ajuda milagrosa do Santo Google, eu consegui entender que a pega do bebê É O PROBLEMA, e que corrigindo isso eu teria acesso ao prazer de amamentar, podendo até estampar fotos daquelas de capa de revista. (Acredite, na foto abaixo sou eu me achando ao amamentar a Isabela).

Assim, como num passe de mágica tudo se foi, primeiro a dor, depois as feridas e eu já tinha tantos outros problemas pra resolver que eu entrei para a estatística de mamães que não alertam as próximas para o infortúnio. Para então me redimir, deixo aqui dois links nos quais vocês terão dicas tanto para o preparo das mamas quanto para a pega correta do bebê, seguindo esses passos, vocês terão maiores chances de um começo bem mais confortável que o meu e assim desfrutar desse imenso prazer que é amamentar. E que venham muitas fotos top desse momento lindo com o seu bebê! Um Abraço!

 

O lado B da amamentação

 

 

 

 

Photo credit: midianinja on Visual hunt / CC BY-NC-SA

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
amamentação

Enviando Comentário Fechar :/

Posts Relacionados